Fotografo: Ascom/Semec
...
Projeto sobre consumo consciente

Alunos da turma do 4º ano do ensino fundamental da Escola Municipal Murilo Braga, zona Norte de Teresina, participaram de atividades sobre o projeto “Educação Para o Consumo Consciente”, realizado através do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor de Teresina (Procon).

A ação é dividida em etapas, durante o primeiro momento os alunos participaram de aula teórica que visa conscientizar sobre os direitos e deveres referentes ao consumo, o grupo também participará de aulas práticas, realizando visita em um estabelecimento comercial para entenderem sobre valores e prazos de validade.

De acordo com a coordenadora geral do Procon Teresina, Nara Cronemberger, o projeto piloto, que vai vigorar por período de tempo de dois meses, possui um objetivo maior. “Dependendo do resultado desse projeto piloto, a ideia é expandi-lo por toda a rede escolar do município, ou seja, objetivamos incluir essas noções de direito do consumidor mirim na grade curricular de todas as escolas para que, assim, eles cresçam com a noção de racionalidade do consumo e possam se tornar cidadãos plenos de seus direitos e deveres”, analisou.

Ascom/Semec

Para o professor de direito do consumidor da Facid, José Octavio de Castro Melo, é importante realizar esse processo de conscientização o quanto antes. “Entendemos que o consumidor inicia quando criança, por isso trabalhar o assunto logo na infância irá fazer com que se tornem adultos conscientes em relação ao consumo”, destacou.

“O projeto veio para somar com outros projetos da Secretaria Municipal de Educação. Essa é uma escola de tempo integral e a iniciativa soma com o planejamento de formação completa que estamos desenvolvendo, com cidadãos mais preparados para o consumo, para as questões econômicas e dinâmicas sociais. A ideia é poder levar esse aprendizado para mais escolas”, explicou Eliane Santos, coordenadora das escolas de tempo integral.

O projeto piloto é uma parceria entre Semdec, Semec e a Faculdade Facid Wyden, que disponibilizou sete alunos acadêmicos do curso de Direito para ministrar as aulas. É importante ressaltar que as aulas ministradas contarão com o auxílio da cartilha “ABC do Consumidor Mirim” e com visitas a estabelecimentos empresariais, a fim de que eles identifiquem na prática os assuntos abordados na teoria.