Fotografo: Divulgação
...
Vendas de frutas na Nova Ceasa

A proximidade do Carnaval aumenta a comercialização de frutas na Nova Ceasa. Na semana que antecede a festa mais popular do país, as vendas de coco verde, melancia, limão, morango, kiwi e seriguela aumentam em até 30%, segundo permissionários da maior centro de distribuição de hortifrútis do Piauí.

De acordo com Gerson Rios, consultor de Negócios da Nova Ceasa, os lojistas se preparam para a movimentação mais intensa no mercado, comum neste período do ano. “Tomar bastante água e apostar no consumo de frutas é uma boa opção para quem vai cair na folia de Momo, principalmente as frutas ricas em água. Outro fato também impulsiona a venda de determinadas frutas que é o aumento no consumo de coquetéis de frutas. As vendas de limão, morango, kiwi e seriguela disparam. Para isso, os lojistas se preparam e deixam o comércio abastecido”, explica Gerson.

Segundo Francisco das Chagas de Carvalho, que vende coco verde no atacado e no varejo na Nova Ceasa, a época do Carnaval requer um planejamento maior na empresa. “Pedimos mais carradas de coco, a fim de que não falte o produto nesse período que tem muita saída”, explica o comerciante que é um dos maiores distribuidores do produto do estado. “Também comercializo água mineral e cajuína, cuja procura também cresce significativamente”, acrescenta o permissionário.

Luzinete Araújo comercializa frutas e verduras na Nova Ceasa há mais de quinze anos. Ela afirma que este é o melhor período de venda de frutas no ano. “As festas carnavalescas e bloquinhos aquecem a comercialização de frutas. Aumenta o consumo de coquetéis e outros drinks, provocando um aumento na procura aqui na nossa banca. Reforçamos os nossos estoques de limão, morango e kiwi, principalmente, para não perder venda”, disse a permissionária.

A Nova Ceasa fica localizada na avenida Henry Wall de Carvalho, número 5000, bairro Tabuleta. No mercado tem cerca de 700 permissionários fixos que atendem no local, de segunda a sábado. Ao todo, são 250 boxes e aproximadamente 1.500 módulos de vendas que trabalham tanto com a comercialização de produtos tanto no atacado como no varejo.