Teresina(PI), Quinta-Feira, 22 de Abril de 2021 - 12:03
05/03/2021 as 20:12 | Por Eugênia Ribeiro-MTb1091/PI | 323
Cartilha apresenta orientações sobre produção de feno, silagem e ração em sistema ILPF
Sobre esse tema, a Embrapa Meio-Norte, acaba de lançar a cartilha Produção de feno, silagem e ração em sistema ILPF
Fotografo: Divulgação
Produção de feno, silagem e ração em sistema ILPF

Uma das estratégias utilizadas no Sistema Integração Lavoura Pecuária Floresta (ILPF)  para estocar os excessos de alimentos produzidos em épocas em que a produção excede a demanda, com sua utilização na fazenda ou comercialização para terceiros, é a conservação de forragens na forma de feno e silagem e o aproveitamento de subprodutos da colheita de grãos na forma de ração.

Sobre esse tema, a Embrapa Meio-Norte, acaba de lançar a cartilha Produção de feno, silagem e ração em sistema ILPF: Estratégia para desenvolver a atividade pecuária nos cerrados do Meio-Norte brasileiro, que apresenta, de forma simplificada e ilustrada, o processo de produção de alimentação para os rebanhos, aproveitando o máximo do que é produzido na propriedade.

A cartilha mostra os resultados obtidos nas Unidades de Referência Tecnológica (URTs) do sistema ILPF implantadas em propriedades dos cerrados da região Meio-Norte, que desde 2005, utilizam essa tecnologia de produção.

O processo de conservação de forragens adotado nas propriedades produtoras de grãos dos cerrados é realizado pelo corte ou colheita direta, utilizando-se máquinas modernas. As plantas são cortadas e processadas no momento em que apresentam o maior acúmulo de nutrientes por unidade de área cultivada, o que também coincide com o teor de umidade para facilitar o processo de ensilagem.

De acordo com o pesquisador Raimundo Bezerra, um dos autores da cartilha, a utilização da mecanização permite assegurar o aporte de alimento de excelente qualidade e de baixo custo ao longo do ano, em especial nos períodos de menor oferta de forragem na fazenda, evitando prejuízos consideráveis aos rebanhos, promovendo um incremento na produção de carne/leite em pleno período de entressafra destes produtos.

Ele explica que a produção de ração nas fazendas consiste no aproveitamento dos subprodutos da colheita de grãos, como as quireras de soja e de milho como fonte de energia e proteína na composição de misturas múltiplas, utilizando-se mini fábricas compostas de triturador, misturador e balança.

Os cerrados da região Meio-Norte brasileira podem se beneficiar desse sistema, principalmente nas regiões produtoras de grãos e na pecuária de corte e de leite, que adotam o sistema ILPF.

Clique aqui e baixe a publicação.

Eugênia Ribeiro (MTb 1091/PI)
Embrapa Meio-Norte 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil