Fotografo: Eugênia Ribeiro
...
Espaço de atendimento da Casa do Cliente

A Casa do Cliente, instalada na sede da Embrapa Meio-Norte, em Teresina, é um espaço que atende as demandas do público externo  que busca os resultados do trabalho desenvolvido na Unidade. O atendimento pode ser realizado de maneira presencial, por telefone (86 3198-0500/ramal 590) ou por meio do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC). De 2019 até o mês de fevereiro deste ano, 863 pessoas foram atendidas pelo SAC. Desde a inauguração da Casa do Cliente, em outubro de 2019, cerca de 74 pessoas foram recebidas presencialmente na Unidade. O atendimento funciona de segunda a sexta-feira, exceto nos feriados, no horário de 7h30 às 12h e das 14h às 17h30.

Existem demandas em todas as áreas de pesquisa da Embrapa Meio-Norte, porém, três têm maior destaque: Apicultura, Fruticultura e Sisteminha. Esta última é a mais demandada. Izabella Cabral Hassum, Chefe Adjunta de Transferência e Tecnologia, explica que através dessa procura feita é possível gerar uma parceria entre clientes e as tecnologias desenvolvidas pela Embrapa.

“A Casa do Cliente possui uma receptividade boa e serve de apoio principalmente para quem chega na unidade pela primeira vez. Nós fornecemos informações importantes para o cliente e procuramos auxiliá-lo. Diante disso, podemos ter potenciais parceiros ou potenciais usuários de tecnologia da Embrapa, ampliando então o nosso leque de clientes e potenciais clientes”, disse a gestora.

Ana Lúcia Barros da Costa é assistente da Embrapa Meio-Norte e uma das responsáveis pelo atendimento na Casa do Cliente. Segundo ela, pessoas de diversas profissões procuram a instituição buscando encontrar soluções para problemas relacionadas ao campo, e, “quando a Unidade não pode solucionar a demanda, é feita uma orientação para que o cliente entre em contato com o Centro de pesquisa da Embrapa responsável pelo tema”.

Antônio José Aguiar, também assistente da Unidade e um dos membros da equipe do SAC, diz que as solicitações são filtradas e enviadas às unidades de acordo com o tema. “Nós recebemos as demandas e temos um prazo de quatro dias para responder. Quando o questionamento chega aqui na Casa do Cliente nós direcionamos para um pesquisador, técnico agrícola ou analista da Unidade. A resposta retorna e enviamos para o sistema. Ficamos felizes porque temos atendido dentro do prazo e com respostas que entendemos como satisfatórias às perguntas”.

Liane Cardoso (estagiária com orientação de Fernando Sinimbu)
Embrapa Meio-Norte