Fotografo: Divulgação
...
Cojuv levou ações a 13 municípios

Em 2019, a Coordenadoria da Juventude do Estado do Piauí (Cojuv) realizou 14 ações do projeto Caravana Juventude Ativa e três do projeto Tenda das Juventudes. Além disso, no início do ano, em parceria com a Secretaria da Agricultura Familiar (SAF), coordenou a realização do II Encontro de Jovens do Semiárido, que ocorreu dos dias 5 a 7 de abril, no município de Picos, e teve a participação de cerca de 500 jovens.

A Coordenadoria contemplou um total de 23 escolas no interior e seis na capital. Ao longo do ano, a Cojuv realizou atividades nos territórios do Entre Rios, dos Tabuleiros do Alto Parnaíba, da Planície Litorânea, do Vale do Rio Guaribas, da Chapada das Mangabeiras e dos Cocais, com ações nos municípios de Teresina, Altos, Jerumenha, Uruçuí, Antônio Almeida, Parnaíba, Ilha Grande, Luís Correia, Cocal dos Alves, Arraial, Manoel Emídio, Pedro II e Esperantina.

Na capital, além de ações em escolas, em parceria com a Pastoral da Juventude, a Cojuv realizou o projeto Caravana Juventude Ativa no Dia Nacional da Juventude, tendo como público-alvo jovens da microrregião de Teresina.

Projetos da Cojuv

O projeto Caravana Juventude Ativa oferece um conjunto de serviços, entre oficinas e bate-papos, e tem como público-alvo jovens com idade entre 15 e 29 anos, conforme estabelece o Estatuto da Juventude. As atividades são escolhidas de forma dialogada com a administração da escola e a representação estudantil.

A Cojuv também realizou uma ação pelo projeto Tenda das Juventudes durante o Festival de Inverno de Pedro II, que foi uma das maiores atividades realizadas no ano de 2019, contemplando um público rotativo de cerca de mil pessoas; outra no Festival do Peixe, junto com o projeto Caravana Juventude Ativa; e a terceira, durante o Amorarte, em Campo Maior.

O Tenda das Juventudes tem como objetivo levar informação aos jovens sobre políticas públicas voltadas para este segmento. Dentre elas estão programas de atenção à saúde, de prevenção ao uso de drogas e projetos em nível nacional como o programa Identidade Jovem.

“Fechamos o ano com bons resultados, tanto quantitativos quanto qualitativos. Podemos dizer que a receptividade da juventude piauiense às nossas ações foi mais do que satisfatória: durante as atividades, tanto os meninos como as meninas pediam que retornássemos à escola com mais ações. Além disso, nós da equipe, recebemos vários depoimentos positivos de jovens nas redes sociais da Cojuv e em nossas contas pessoais. Uma das nossas metas é justamente estreitar, ainda mais, os laços com essa juventude”, afirmou a diretora de Políticas Sociais da Cojuv, Ianara Evangelista.

Fórum de Gestores de Juventude em 2020

Para 2020, a Cojuv planeja realizar o III Fórum de Gestores Municipais de Juventude, ainda em janeiro, ocasião em que será lançado o Guia de Conselhos, cartilha orientadora para o fortalecimento das políticas municipais de juventude. Dentre elas, a criação dos Conselhos Municipais de Juventude, do Fundo Municipal de Juventude e das pastas municipais de Juventude.

“Atualmente, a captação de recursos para a juventude exige a existência de toda uma estrutura administrativa e de controle social. É importante que os municípios operem institucionalmente para conseguir esses recursos, via editais públicos ou de entidades privadas. É papel da Cojuv promover o conhecimento necessário para que os gestores e representações dos movimentos sociais tenham condições de executar políticas públicas de juventude”, disse o diretor de Política para Inserção no Mundo do Trabalho, Venicio Moura.

Também está prevista para o ano que vem a realização da Conferência Estadual de Juventude, a elaboração do Plano Estadual de Juventude e Sucessão Rural e a reformulação do Plano Estadual de Juventude que completou dez anos em 2019.

“Em 2020, temos vários projetos para colocar em prática que são nossos desafios, mas contamos com a participação dos jovens porque a política pública de juventude tem de ser feita pelo jovem, com a participação dele”, disse o coordenador estadual de Juventude, Vicente Gomes.

Para o coordenador estadual de Juventude, Vicente Gomes, a política de juventude só pode ser feita com a participação dos jovens