Fotografo: Ascom Sejus
...
Detentos do Piauí se preparam para o Enem

Aconteceu, neste sábado (10), na Casa de Custódia de Teresina, a última revisão do conteúdo programático do Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade 2016 (Enem PPL).

Participaram da revisão 70 detentos das penitenciárias Irmão Guido, Feminina de Teresina, Colônia Agrícola Major César Oliveira, Casa de Detenção de Altos e da Casa de Custódia.

Ao todo, o Governo do Estado, através das secretarias de Educação e de Justiça do Piauí, inscreveu, neste ano, 478 detentos - mais que o dobro de internos inscritos em 2015 (223).

"O Piauí é um dos estados que mais avançam no Enem e na implementação de programas educacionais no sistema prisional", afirma o secretário de Justiça do Estado, Daniel Oliveira.

Na revisão, foram ministradas seis disciplinas: Biologia, Redação, Matemática, Linguagens, Química e Física. As provas acontecerão nos dias 13 e 14 de dezembro, nas próprias unidades prisionais.

A secretária de Educação, Rejane Dias, fala da missão de levar educação para as pessoas privadas de liberdade dentro dos presídios, de modo que se alcance, efetivamente, a ressocialização.

"É através da educação que essas pessoas poderão contemplar a verdadeira transformação, ao vislumbrarem uma nova perspectiva de vida, baseada no amadurecimento intelectual", pontua.

No dia 3 de dezembro, a revisão para o Enem PPL aconteceu na Penitenciária Mista de Parnaíba. Outras unidades estão tendo aulas sobre o conteúdo do Exame através do Canal Educação.

Esta é a terceira revisão do Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade realizada, no ano, no sistema penitenciário do Piauí, a quarta realizada de 2015 para cá.

Atualmente, existem cerca de 930 detentos no Piauí matriculados na Educação de Jovens e Adultos, Brasil Alfabetizado e Canal Educação - seis vezes mais do que em janeiro de 2015 (164 detentos estudando).