Fotografo: Divulgação
...
Escola Municipal Santa Teresa na Serra da Capivara

A Escola Municipal Santa Teresa realizou nos dias 29 e 30 de novembro e 01 de dezembro uma pesquisa de campo no Parque Nacional Serra da Capivara, localizado na região de São Raimundo Nonato, sul do estado. O projeto foi coordenado pelo professor de geografia Edson Barrinha e contemplou 19 alunos.

Edson explica que a pesquisa teve como objetivo conhecer o Parque, por ser o berço do homem americano, e sua riqueza natural, reconhecendo a necessidade de preservação, percebendo os impactos ambientais, verificando as formas de ocupação do espaço no trajeto da escola ao referido parque e analisar aspectos históricos.

“No contato direto com diversas realidades presentes apenas no livro didático, os estudantes puderam conhecer mais sobre a pré-história piauiense, possibilitada a partir da criação do Parque Nacional Serra da Capivara. Além disso, eles puderam constatar mais sobre o quadro natural, como relevo, clima, hidrografia, vegetação e a fauna, seja ela pré-histórica ou atual”, pontuou o professor.

Durante a visita os alunos também estiveram no Museu do Homem Americano e Museu da Natureza e aprenderam sobre a história de sua inauguração e estrutura, entre outros aspectos históricos.

No final os estudantes se reuniram após coleta de dados para, em plenária, socializarem suas anotações e impressões, bem como discutir os pontos principais da pesquisa para posterior publicação de material didático.

Parque Nacional Serra da Capivara

O PNSC é um monumental museu a céu aberto, com belíssimas formações rochosas, onde se encontram sítios arqueológicos e paleontológicos espetaculares, que testemunham a presença de humanos e animais pré-históricos em território piauiense.

O Parque Nacional foi criado, em grande parte, graças ao trabalho da arqueóloga Niéde Guidon, que dirigiu por vários anos a Fundação Museu do Homem Americano, instituição responsável pelo manejo do Parque. Pelo seu valor histórico e cultural, o Parque Serra da Capivara foi declarado pela ONU (Organização das Nações Unidas) pela Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), em 1991, Patrimônio Cultural da Humanidade.