Fotografo: Divulagação
...
Experiências agroecológicas foram apresentadas em audiência em Vinhedo

O pesquisador da Embrapa Meio Ambiente Joel Queiroga participou de Audiência Pública na Câmara de Vinhedo, SP, com o tema Desenvolvimento Rural Sustentável e Políticas de Fomento à Agricultura, em 18 de fevereiro, para apresentar experiências agroecológicas na Bacia PCJ.

Queiroga iniciou sua apresentação com resultados de pesquisa que demonstram como os diferentes usos da terra e sistemas de produção em bacias hidrográficas provocam impactos na conservação de solos, na qualidade dos recursos hídricos, bem como na riqueza e diversidade de peixes e insetos aquáticos, conceitos da agroecologia e produção orgânica e um diagnóstico da evolução do número de experiências agroecológicas existentes na Bacia PCJ. Ao final, demonstrou um dos passos para a transição agroecológica que se constitui no redesenho de agroecossistemas de produção, como é o caso dos Sistemas Agroflorestais (SAFs).

Também participaram o engenheiro agrônomo José Augusto Maiorano, da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável do Estado de São Paulo, falando sobre desenvolvimento rural sustentável o seu impacto no município, a secretária de Meio Ambiente e Agricultura de Itatiba, Dorothéa Monteiro, que ressaltou a importância de legislação e políticas públicas eficientes para assegurar a continuidade de bons programas, como os de incentivo à produção de hortas, viveiros municipais e tratamento de efluentes, José Carlos Maziero, representante da Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura da Prefeitura de Itatiba, que falou sobre a experiência em política pública para a agricultura.
O vereador Edson PC (PDT) comentou que fez requerimento de informações sobre a agricultura familiar e que, segundo dados apresentados, em 2019 a Prefeitura de Vinhedo utilizou cerca de R$ 2 milhões para pagamento a cooperativas que não pertencem ao município pelo fornecimento de produtos para a merenda na rede municipal de Educação.
"Buscando uma alternativa para os agricultores e proprietários de terra de Vinhedo, que estão vendendo suas terras para o negócio imobiliário, estamos avaliando duas opções: pagamento por serviços ambientais para implantação de SAFs em APPs e incentivo técnico e financeiro para implantação de SAFs comerciais", explica o vereador.

Audiência - Foto: FN 10 Notícias

Neste sentido, vereadores e munícipes interessados nestas questões já participaram de dia de Campo sobre SAFs biodiversos realizado na Embrapa Meio Ambiente buscando informações sobre o balanço hídrico dos SAFs e como estes sistemas são mais eficientes no uso de água quando  comparado com sistemas convencionais, sobre custos de implantação e retorno financeiro e da disponibilidade de tecnologia para cumprir essas duas opções.

Valdir Barreto, presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, encerrou a Audiência explicando que todos os palestrantes contribuíram gratuitamente para o debate. “Agradeço a todos pela participação e colaboração para a realização deste debate”, concluiu.

As apresentações utilizadas pelos palestrantes e o vídeo com a audiência na integra estão disponíveis aqui

Além do presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social na Câmara, Valdir Barreto, participaram da audiência os vereadores Carlos Florentino (PV), Edson PC (PDT) e o vice-presidente da Câmara, Sandro Rebecca (PDT).