Fotografo: Gilson Teixeira/Secap
...
Secretário Márcio Jerry junto com outros representantes do Estado entregaram a unidade à comunidade escolar.

Duas escolas reconstruídas foram entregues ao município de Itapecuru-Mirim neste sábado (9). Executadas pelo Governo do Maranhão, por meio do programa Escola Digna, as reformas em Itapecuru somam investimentos de R$ 2.295.714,27. No total, foram oito as cidades maranhenses favorecidas com entregas de 10 escolas no mesmo dia, somando 40 Centros de Ensino requalificados e devolvidos à população só este ano. Em Itapecuru, uma das entregas beneficia alunos de sete povoados do Território Quilombola Santa Maria dos Pretos.

A entrega das escolas reformadas em Itapecuru-Mirim foi acompanhada pelo secretário de Estado de Comunicação Social e Assuntos Políticos, Márcio Jerry, e representantes das pastas de Educação e Igualdade Racial. A comitiva representou o governador Flávio Dino, presente na inauguração de outro Centro de Ensino em São Luís. As cidades de Axixá, Caxias, Codó, Matinha, Riachão e Timbiras também receberam escolas reconstruídas nesta segunda etapa do Escola Digna, que em sua primeira fase, no mês de junho, entregou 30 unidades.

O Centro de Ensino (CE) Olegário Bispo da Silva, voltado para a aprendizagem de quilombolas, recebeu novo telhado, piso, instalações hidráulica e elétrica, pintura das paredes, reforma nos banheiros, troca de portas e luminárias, e instalação de ventiladores e quadro branco nas salas. Também foi construído um poço artesiano com água própria para consumo, pois antes, a comunidade só tinha acesso a um poço de água salgada. As obras totalizam um investimento de R$ 824.136,39.

No Centro de Ensino Professor Newton Neves, foi instalada uma subestação de energia elétrica para que as salas pudessem receber aparelhos de ar-condicionado. A escola, que há 13 anos não passava por reparos, também recebeu nova instalação hidráulica, pintura, recuperação de telhado, piso, troca de portas e luminárias, e reforma nos banheiros. Para a reconstrução da unidade, foram investidos R$ 1.471.577,88.

O secretário de Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry falou sobre os impactos do programa Escola Digna para o desenvolvimento do Maranhão. “Além da importância da melhoria da rede física, há uma importância simbólica que é a reiteração do compromisso do governador Flávio Dino com a mudança da realidade do estado por meio da educação. Não há nenhuma nação no mundo que tenha conseguido avançar e melhorar o padrão de vida das pessoas se não tiver investido em educação”, disse Jerry.

Recepção calorosa

A comunidade escolar de Itapecuru-Mirim fez festa para recepcionar a comitiva de governo, durante a entrega dos Centros de Ensino. Na escola quilombola Olegário Bispo da Silva, matriarcas da comunidade dançaram tambor de mina, jovens leram poemas sobre o orgulho de ser negro, e as crianças jogaram capoeira. No CE Professor Newton Neves, os alunos cantaram e leram cartas de agradecimento às reformas.

As obras receberam o reconhecimento de educadores que acompanham a realidade das escolas há muitos anos. É o caso de Nilzia Lima Nunes, gestora e professora do CE Olegário Bispo. “Só temos a agradecer essa reforma, que está sendo um sonho para a gente. O governo está de parabéns por olhar as comunidades quilombolas, sempre esquecidas por gestões anteriores. Essa reforma está mostrando que esse governo, realmente, é um governo de todos nós”, declarou.

A reforma na nossa escola foi muito importante, principalmente a climatização, pois a partir de um certo horário ninguém conseguia permanecer em sala de aula, por conta do calor. Professores e alunos sofriam muito, simplesmente não conseguiam se concentrar”, disse o professor e gestor auxiliar do CE Newton Neves, Carlos Magno Santos Teixeira.

Os alunos também opinaram sobre a importância das reformas e agradeceram a atenção recebida pelo atual governo. “Estamos muito felizes com a entrega dessa obra, pois nós sabemos que o bem-estar dos alunos é muito importante para a qualidade do ensino”, disse Pedro Yuri dos Santos Siqueira, 15 anos, que cursa o 2º ano do Ensino Médio no CE Prof. Newton Neves e também é presidente do colegiado estudantil na escola.

“Por aqui ser uma escola quilombola, muita gente não liga, pensa: Ah! É dentro do mato, é só mato. Então eu queria agradecer ao governador Flávio Dino, e todos aqui presentes, estou muito agradecida”, disse, emocionada, a estudante Erika Cristina Nunes Rabelo, 15 anos, durante entrega do CE Olegário Bispo. Erika cursa o 1º ano do Ensino Médio e é representante dos jovens quilombolas na comunidade de Santa Joana.

Educação quilombola

Localizada no povoado de Santa Joana, o CE Olegário Bispo atende também às comunidades de Santa Maria, Mandioca, Piqui, Morros, Recanto e Javi. Segundo a secretária adjunta de Estado da Igualdade Racial, Socorro Guterres, esses povoados fazem parte do Território Quilombola Santa Maria dos Pretos. A gestora acompanha a luta da comunidade há 20 anos, quando o debate sobre os direitos dos quilombolas ainda engatinhava no Brasil. Egressa dos movimentos sociais, ela contou que, a partir da gestão realizada pelo governador Flávio Dino, demandas antigas dos quilombolas começaram a ser atendidas no Maranhão. Uma delas é a atenção à educação quilombola, com a implantação de modelo pedagógico adequado.

“O que o movimento social fazia, nós agora fazemos efetivamente como ação de governo, que é formar professores, possibilitar que os professores tenham conhecimento dessa história e, a partir daí, eles possam implementar uma pedagogia que, de fato, faça com que as crianças tenham orgulho de ser negro”, disse Socorro Guterres. Os avanços têm sido empreendidos em parceria com a Secretaria Estadual de Educação (Seduc), por meio da Supervisão de Educação Escolar Quilombola e de Educação para as Relações Étnico-Raciais (Supeqerer).

“Em um ano e meio, o governador Flávio Dino vem resgatando e construindo uma nova história para o povo negro e quilombola do nosso estado”, disse o supervisor da Supeqerer, Rodrigo Verde. Entre os avanços na educação quilombola empreendidos pelo atual governo, ele destaca a implantação do ensino de alternância, método pedagógico de ensino profissionalizante que permite aos jovens continuarem a ter contato com os territórios quilombolas.

Outros investimentos

Além do progresso na educação, o Governo do Maranhão também realiza em Itapecuru-Mirim ações de saneamento, infraestrutura, desenvolvimento social, agricultura familiar, saúde, segurança pública e convênios que somam, aproximadamente, R$ 67,5 milhões. Os investimentos fazem parte do Programa de Assistência Técnica aos Municípios (Promunicípio).