Fotografo: Ascom Gri Club
...
GRI PPPs e Concessões Brasil

O governador Wellington Dias participou, nesta quinta-feira (28), da abertura da 3ª Edição do GRI PPPs e Concessões Brasil, realizado em São Paulo, cujo o objetivo é reunir investidores e diferentes esferas do poder público a fim de discutir a implantação de projetos de infraestrutura em todo o país por meio de Parcerias Público-Privadas.

Segundo o governador Wellington Dias, a implantação desse modelo é responsável por garantir mais eficiência aos serviços públicos, ao mesmo tempo em que não asfixia as contas do estado e gera emprego e renda. “As parcerias Público-Privadas garantem a circulação de dinheiro dos investimentos, ao tempo que dá mais eficiências aos serviços do Estado, melhora a economia, gera emprego e renda. Acredito que esse seja o caminho”, explica Dias.

A carteira de negócios piauiense apresentada durante a GRI possuí 32 projetos. Destes, cinco já estão em fase de execução, dez em processo de captação e outros dezessete sendo preparados para serem apresentados em 2020, totalizando R$ 7 bilhões em investimento.

Fazem parte desta carteira estruturantes fundamentais para o desenvolvimento do Piauí, como Porto de Luiz Correia, o Metrô de Teresina (VLT) e a Rodovia Transcerrados.

“Seguindo o cronograma estipulado pelo Estado, realizado em meio a estudos e projeções, o Piauí ia alcançar as condições de ter o seu esgotamento sanitário universalizado apenas em 2050. Com a implementação de um modelo de subconcessão, como fizemos em Teresina, é possível o investidor chegar com os recursos e experiência no setor, garantindo uma gestão com eficiência”, pontua.

Na capital, a concessão pública firmada para os serviços de abastecimento de água e saneamento básico está aplicando R$ 1 bilhão e R$ 700 milhões, o reduz a meta estipulada anteriormente para 2050 para apenas seis anos.