Fotografo: Divulgação
...
Terminal Rodoviário Governador Lucídio Portella

Desde que assumiu a gestão do Terminal Rodoviário Governador Lucídio Portella, em Teresina, a concessionária Sociedade Nacional de Apoio Rodoviário e Turístico (Sinart) vem cumprindo, dentro no cronograma, com os requisitos do contrato assumido com as obras. A concessionária gere também os terminais de Picos e Floriano desde o fim de 2015, quando o contrato foi assinado por meio da Superintendência de Parcerias e Concessões (Suparc).

Até agora, o terminal conta com obras de reforma e modernização que incluem construção de salas no pavimento do subsolo para área institucional, instalação do elevador de acesso ao pavimento superior e instalação de 32 câmeras de monitoramento. Além de praça de alimentação, banheiros do piso superior e inferior, estacionamento, banheiros externos e escada rolante.

O prédio também foi adaptado para pessoas com deficiência, com a instalação de rampas de acesso e sinalização de acessibilidade. Para atender à crescente demanda, novos guichês também foram construídos. “Queremos que o piauiense saia daqui feliz por ter sido bem atendido. Às pessoas com deficiência, destacamos as rampas, corrimãos, banheiros, escada rolante, elevador, cadeiras de rodas disponíveis, tudo para facilitar o acesso desses piauienses”, afirma o coordenador de Operações da Sinart, Robson Silva.

As últimas pesquisas de opinião avaliaram positivamente as ações realizadas. O aspecto geral do terminal, sanitários e estacionamento, com destaque para limpeza, segurança, comunicação visual, sinalização e a escada rolante foram os itens com melhor avaliação. Uma nova pesquisa deve ser realizada em março deste ano.

Segundo o coordenador de Operações da Sinart, Robson Silva, outras ações estão sendo executadas, como a substituição da rede hidráulica, substituição das esquadrias antigas, instalação do novo projeto de combate a incêndio e revitalização de toda a área verde. Ainda segundo Robson, já foram investidos cerca de R$ 9.267.000 com a reforma e modernização do terminal.

“Temos feito um trabalho muito dedicado com a rodoviária de Teresina. Além de todas essas ações, destaco ainda o pioneirismo com  moderno sistema inteligente de iluminação em LED e gerenciamento a distância. Fomos uma das primeiras rodoviárias da América Latina a implantar esse sistema que também é econômico”, destaca o coordenador.

O contrato vem sendo acompanhado por um Comitê de Monitoramento formado por membros da Secretaria de Estado dos Transportes (Setrans) e Secretaria da Administração e Previdência (SeadPrev), por meio da Superintendência de Parcerias e Concessões (Suparc) que fazem visitas quinzenal e trimestralmente entregam relatórios de acompanhamento com relação às obras e prestação de serviço.