Fotografo: Divulgação
...
Vigilância Sanitária orienta borracharias

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde do Piauí (Sesapi) e da Diretoria de Vigilância Sanitária do Estado (Divisa), está adotando medidas e ações recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), Ministério da Saúde (MS) e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para que o Estado consiga minimizar o número de pessoas acometidas pela Covid-19 no Piauí. Diante do atual cenário, a Vigilância Sanitária tem elaborado uma série de orientações para os serviços considerados essenciais, com o objetivo de impedir o adoecimento dos profissionais que trabalham diretamente com essas atividades.

Neste sentido, a Divisa publicou, nesta quinta-feira (14), as orientações para os serviços de borracharias de todo o Estado. “É imprescindível que os empresários, funcionários e clientes das borracharias adotem as medidas de prevenção e controle no seu local de trabalho. Dessa forma, a gente consegue impedir a propagação do vírus no ambiente de trabalho”, ressaltou a diretora da Divisa, Tatiana Chaves.

Dentre as medidas preventivas contidas no documento, a Vigilância Sanitária destaca o cumprimento do Decreto Nº 18.947, de 22 de abril de 2020, que dispõe sobre o uso obrigatório de máscara de proteção facial, como medida adicional necessária ao enfrentamento da Covid-19. “Essa medida é válida não somente para os funcionários, mas também para todas as pessoas que frequentam esses locais. Só deve ser permitido o acesso de pessoas a esses serviços com o uso obrigatório de máscaras e durante todo tempo de permanência no ambiente”, explicou a diretora.

Para incentivar o cumprimento do decreto citado acima, a Divisa fez a distribuição de algumas máscaras para borracharias da periferia de Teresina. As máscaras foram doadas pelo Projeto Vakinha Solidária que, desde o início das ações de enfrentamento da Covid-19 no Piauí, tem realizado um trabalho voluntário na fabricação de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como máscaras, batas, aventais, capotes, face shields, entre outros materiais que são essenciais para os cuidados dos profissionais de saúde junto aos pacientes e permitido a segurança desses profissionais nas instituições.

Outra medida recomendada pela Vigilância Sanitária Estadual é sobre o controle de acesso ao estabelecimento, que devem ainda conter a marcação de lugares reservados aos clientes que aguardam atendimento, mantendo o distanciamento mínimo de 1 metro entre as pessoas. “É importante, neste momento, evitar também o contato físico (toque de mãos, beijo ou abraço) e evitar colocar as mãos nos olhos, boca e nariz”, acrescentou Tatiana Chaves.

Caso o funcionário precise entrar no veículo, a orientação da Divisa é para que, antes de executar qualquer procedimento, o profissional borrife mistura de água e sabão líquido nas maçanetas (externas e internas), no volante, na alavanca do câmbio, painel e toda superfície plástica. Esse procedimento deve se repetir ao sair do veículo.

As orientações completas sobre os serviços de borracharias e outros serviços essenciais estão disponíveis no site da Vigilância Sanitária.

Veja a orientação técnica